sexta-feira, 9 de julho de 2010


Querer-te é sentar-me na praça, logo de manhã, só para te ver passar



Querer-te é os teus olhos, o teu sorriso cúmplice, as tuas palavras


Querer-te é também não me veres, se por acaso alguém está perto


Querer-te é haver sol e vento e estrelas. É o verde das acácias e das


palmeiras e as rosas de Jericó alinhadas até à ponta das dunas.


Querer-te é o castanho doce dos figos sobre a mesa, as tâmaras, a voz


da grande Kolthoum vinda de uma janela num cântico apaixonado ao Nilo


Querer-te é haver noite - ah, sobretudo a noite! E é o teu corpo nu,


exausto, branco como um templo, porque todos os corpos são um


templo no solo consagrado que há.


Querer-te é o sorriso no rosto das crianças, o grácil e dançante


caminhar das mulheres, a fonte, as águas.


Querer-te é tudo, até o meu desejo de te não querer.






[Victor Oliveira Mateus]

7 comentários:

Everson Russo disse...

Belissimos versos,,,querer amor e querer alimento pra alma...beijos de bom final de semana.

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Vim chorar contigo para agradecer teu carinho e também ler esse belo poema, muito lindo e que teu dia seja maravilho, beijos !!!

Hod disse...

Belo texto Jeni,
Puro como águas cristalina de fontes borbbulhantes.

Bom fim de semana,

Beijos pra vc.

brasildobem disse...

Obrigada pela visita e comentário lá no Brasil do Bem, seja sempre bem-vinda.
Abraços,

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso de linda semana pra ti amiga.

Everson Russo disse...

Uma linda semana cheia de carinho e paz pra ti amiga...beijos.

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso de bom dia pra ti amiga.

Postar um comentário